O Cristianismo baseado em números

Por Felipe Nogueira


Passamos atualmente por um tempo no qual o número de membros ligados às igrejas tornou-se mais importante do que a qualidade espiritual dentro delas. É mais importante que o louvor e o culto que prestaremos a Ele.
Na Bíblia está escrito que, se houverem dois ou mais reunidos em nome de Jesus, Ele ali estaria. E aqui o Mestre nos mostra o quanto é simples e relativamente fácil PRESTAR CULTO A ELE. 

A escassez de sabedoria e interpretação bíblica de muitos líderes religiosos para entender que mais vale uma alma no céu DO QUE O MUNDO INTEIRO no templo, de qualquer maneira, tem se agravado muito. 

Seríamos nós uma geração debilitada pela falta de visão, ou o a interpretação da bíblia se tornou algo como nunca foi antes? Será que o Espírito Santo está se revelando de forma nunca vista? Será que os evangelistas neo testamentários se esqueceram de escrever alguns trechos nos Evangelhos? Até quando os números mostrarão a (falsa) qualidade de uma igreja?

O que tem acontecido é um crescimento desordenado, com debilitações nos acompanhamentos, e a perda rápida do foco entre o “povo”.

Líderes de igrejas numerosas são mais propensos à queda por algum motivo. Alguns buscam tanto por “almas”, mas o fazem simplesmente para lotar seus banco – mas os bancos estarão vazios daquilo que realmente importa. Estando eles vazios, e não havendo a preocupação com essas almas vazias, elas se perdem. Caem em processos de rancor e falta de perdão. Se um pastor tiver 100 ovelhas e uma delas se perder pelo caminho, o pastor deve voltar e recolhe-la para que não se perca mais – não estamos cumprindo este anseio divino. 

Até quando nós, ovelhas, vamos ver nossos pastores dando maior atenção àqueles que têm mais dinheiro? Somos igualmente filhos do mesmo Deus, todos temos direito a salvação e a vida eterna, temos todos também direito ao acolhimento e ao pastoreio saudável. Na hora de acolher, quando a “alma” está no mundo, todos acolhem, todos querem aquele para o seu “aquário”. No entanto, quando a alma dentro do “aquário” adoece, poucos se dispõem a cuidar dela.

Estamos atualmente em um tempo em que a Bíblia parece ter se tornado desnecessária. Para esses pastores pós-modernos, as letras dos louvores se tornaram nossa Bíblia. E o mais importante é que nossas igrejas estejam lotadas, para mostrar que “esse são os nossos frutos”.

Não estou aqui criando esta publicação para criticar a uma denominação específica, ou a alguma liderança religiosa da atualidade, queremos mesmo é alertar do que tem acontecido hoje. Se há igrejas grandes, com muitas pessoas, amém!... desde que haja o foco correto: Deus.

Queremos alertar que precisamos vigiar o verdadeiro foco do nosso coração, ter cuidado para que ele não se perca, pois os dias são curtos e tem chegado o tempo. 

O que será do futuro da igreja Cristã? 

5 comentários:

Marcelo Wind 30 de março de 2010 15:28  

Isto é como os usuários do Twitter que querem cada vez mais followers, mas não postam conteúdo útil para isso! Logo possuem cada vez mais followers vazios!

Rick Serrat 30 de março de 2010 15:46  

show! Mais um belo post...
novamente, cuidado com o GORDO do GG..

GG 30 de março de 2010 17:38  

Aaaah, garoto!!!
Mais texto "daqueles"... valeu, Nogs e parabéns!

@gustavogui
T-7 StafFAT

Celso 30 de março de 2010 20:39  

Pois é Felipe, Hoje em dia fica díficil saber quem é da igreja e quem não, pois as igreja tem arreganhado as portas, se preocupando muito com a quantidade e pouco com a qualidade, não estou dizendo que as igrejas tem que ser severas a ponto de proibir as pessoas de usarem bermudas ou camisetas, até msm pq costume num vai levar ninguem para o Céu, mas deveriam disciplinas seus membros. Os pastores deveriam se preocupar mais com os membros, já cansei de ver membros enfraquecerem esperitualmente e o pastor ficar de braços cruzados, sem procurar saber oque se passa na vida da pessoa ou até msm vi membros sumirem da igreja e o pastor não procurar saber pq esses membros sumiram, digo isso pq passei por isso. Pastores esses que se preocupam tanto em cobrar o dízimo, as ofertas e outras coisas, mas se esquecem das ovelhas.
Bom aqui foi meu desabafo, acabei fugindo do temas, mas ta valendo.

Ótimas postagem.

Um abraço a todos do T7

Ira Croft 31 de março de 2010 22:45  

Infelizmente é assim..algumas pessoas até tentam querer mudar..mas ai são barradas e acabam se acostumando com isso.. hoje não ta facil servir a Deus..muitas vezes o autoritarismo que o dinheiro impõe é maior que a necessidade de amor pelas almas!

Postar um comentário

BLOG BOOKS!

Onde é que tá?

Divulgue-nos

T-7

Territorianos

Facebook

Comparsas

Siga-nos no Twitter

ImageHost.org
BlogBlogs.Com.Br