Contrastes

Virando a página, 
dá pra ver todas as alegrias 
saídas do romance 
mais lento que o vento 
que habita em mim, 

enquanto lá fora, onde tudo é mais real, 
as páginas vestem o luto 
do mundo que vai morrer.


Poesia escrita por Gustavo Guilherme em junho de 2005.

3 comentários:

IraCroft 20 de abril de 2010 09:46  

Tem dias que são bem assim msm rsrs

Celso 20 de abril de 2010 12:14  

muito maneiro, parabéns.

Daniella 20 de abril de 2010 17:37  

É..., acho q se trata da ilusão.., sei lá...

Postar um comentário

BLOG BOOKS!

Onde é que tá?

Divulgue-nos

T-7

Territorianos

Facebook

Comparsas

Siga-nos no Twitter

ImageHost.org
BlogBlogs.Com.Br