Pipoca&Letra 004."Lunar: Existencialismo Sensível"

ImageHost.org

Já é tradição de mercado brasileiro: excelentes filmes são excluídos do circuito cinematográfico e são lançados diretamente em DVD ou Blu-ray, como foi o caso do vencedor do Oscar de melhor filme este ano “Guerra ao Terror”, lançado diretamente em DVD por aqui ainda em 2009.

Mas, ao que tudo indica, este doloroso erro continuará acontecendo, se depender das distribuidoras brasileiras – “Lunar” (“Moon”) não teve e não terá sua vez na grande tela por aqui.

O filme de estreia do diretor Duncan Jones, filho do cantor David Bowie, estrelado pelo maravilhoso porém subestimado Sam Rockwell (“Frost/Nixon”), conta a história de Sam Bell (Rockwell), um astronauta contratado pelas Indústrias Lunar para uma missão de três anos na Lua: extrair uma substância essencial para renovar a energia da Terra, que passa por uma crise terrível. Dentro da Base Mineral Sarang, a única companhia de Sam é o computador Gerty (Kevin Spacey - voz).

No entanto, quando a missão na Lua está próxima de ser cumprida, coisas sem explicação começam a acontecer. Enquanto espera ansiosamente um novo funcionário da Lunar que virá substituí-lo, Sam começa a sofrer delírios e, durante um procedimento de rotina, acaba sendo vítima de um acidente que o deixa desacordado.

Ao despertar do desmaio, Sam Bell irá descobrir coisas terríveis sobre tudo aquilo que viveu nos últimos três anos em sua missão na Lua.

Apesar de sofrer com uma direção pouco primorosa – o que se explica pelo fato de este ser o primeiro filme de Duncan Jones como diretor -, “Lunar” sem sombra de dúvidas deverá ser lembrado como um clássico da ficção científica. A grande metáfora sobre o valor dos sentimentos humanos nos faz refletir e pensar sem parar durante todo o filme. O existencialismo - tema central de "Lunar", e fator explorado do começo ao fim da película - nos é elucidado de maneira sensível, delicada e sem exageros. 

Além disso, Sam Rockwell consegue segurar o espectador na cadeira sendo o único ator em tela, disponibilizando-nos o desfrute de uma atuação impecável e sensível.

Ainda que tenha sido totalmente ignorado pela academia, mesmo depois dos esforços de Jim Jarmush e do autor de quadrinhos Neil Gaiman para que Sam Rockwell fosse indicado ao Oscar de melhor ator, "Lunar" é uma verdadeira pérola da Ficção Científica, recheada de bom humor, suspense e carisma – tudo que um bom filme precisa ter.

Eu recomendo.


PS.: Assista ao trailer clicando aqui.




Escrito por GG, que agora também escreve sobre cinema na Caverna do Jedi.

6 comentários:

Todos Downloads 17 de abril de 2010 13:17  

Quando é q vamos parar com essa mania doida de filmes? RSRS
Isso deve ser doença nossa, não !?
RSRS
Flw manim!!! ABRAÇOW!

Karolzinha 17 de abril de 2010 13:20  

Filmaço!!!

Retrata muito bem os conflitos que nos, seres humanos, temos.
Ele tbm fala muito da busca que fazemos pela nossa própria identidade e como somos dependentes da relação com o outro - a solidão é um castigo.

Excelente!


@kalolizinha
T-7 Staff

Danilo Cardoso 17 de abril de 2010 13:46  

Boa... vou procurar pra assistir !
depois comento... rsrsr

ah... valew pela visita no meu blog cara, isso aqui é uma inspiração pra mim véio!

valew, fica com Deus

www.cabecajovem.com

Ronald Luis 17 de abril de 2010 16:18  

Não consigo ver filme em computador!

Vou esperar lançarem o DVD, mas ainda tenho esperança de ver este filme nos cinemas... Este e o 'Cartas a Deus' http://renovoblog.blogspot.com/2010/04/cartas-deus.html

GG 17 de abril de 2010 22:16  

Ronald, "Lunar" já saiu em DVD.

É difícil de achar, mas já está à venda.


;)

GG 17 de abril de 2010 22:19  

Corrigindo, o DVD está em pré-venda.
Fica ligado, Ronald, porque ele está passando em alguns lugares. Sessões especiais, etc.

Eu assisti numa sessão especial, numa amostra de cinema, aqui em Vix.

Deve aparecer por aí.

Postar um comentário

BLOG BOOKS!

Onde é que tá?

Divulgue-nos

T-7

Territorianos

Facebook

Comparsas

Siga-nos no Twitter

ImageHost.org
BlogBlogs.Com.Br